Centro Nacional de Paraquedismo, Boituva - São Paulo
(11) 98111-2233

Salto do balão

Depois da nossa matéria sobre as categorias do paraquedismo você descobriu que era possível saltar do balão. Mas você sabe como funciona esse salto? Confira como funciona o salto, seus requisitos, condições climáticas e atrativos.

Requisitos

Para o salto do balão o atleta tem como requisito mínimo a categoria B. Porém ele precisa ter o mínimo de 100 saltos, pois precisa já possuir uma boa experiência de pouso. Isso ocorre porque no balão não se tem controle direcional. O balão voa conforme o vento, o piloto do balão só possuindo o controle vertical. O atleta que for fazer esse salto precisa de um bom controle de velame, pois se preciso fazer um pouso fora em uma área restrita, ele conseguirá fazer com segurança.

Condições climáticas e altura

A decolagem do voo de balão acontece as 6:00 da manhã, pousando até 8:30 no máximo. Isso ocorre pois a essa hora a atmosfera ainda não está aquecida, o vento é mais tranquilo e a estabilidade meteorológica é maior. No alto inverno acontece alguns voos no fim da tarde, pois a temperatura e as condições do vento são mais amenas.

O vento não pode ultrapassar a margem de 10 a 15 km por hora em solo. E o teto (altura das nuvens) tem que estar próxima a 6.000 pés. A altura mínima para a saída do balão em um salto duplo é de 8.000 pés, até 12.000 pés. Já no caso dos atletas a altura mínima é de 5.000 pés e a máxima de 12.000 pés.

Atrativos

O momento da saída do balão é um dos atrativos do salto, pois o balão é uma aeronave que está praticamente estática, em uma velocidade de 5 a 10 km por hora. Quando o atleta sai do balão ele está praticamente sem vento sustentando sua saída em uma espécie de vácuo. Ao contrário do avião, que na saída ele está se deslocando, em torno de 160 km por hora, logo na saída possui esse vento de deslocamento. Outro atrativo é não saber onde irá pousar, geralmente pousando fora da área. Justamente por isso o atleta deve possuir um bom controle de pouso.

 

 

Confira um pouco como é esse salto incrível.

 

* Matéria realizada em parceria com o instrutor de paraquedismo Mauricio Leiva

Posts Relacionados

Deixar um comentário